guanajuatoMexicoCity.com

 

O melhor guia online de Guanajuato

Lenda e História de El Pipila

O monumento de El Pipila em Guanajuato celebra o herói improvável da primeira vitória durante a batalha pela independência Mexicana. Para um guia deste monumento, por favor clique aqui. As ações heroicas de El Pipila tornaram-se numa lenda no México e este guia providenciará uma breve descrição do homem e os eventos que o transformaram num herói nacional.

A História de El Pipila

El Pipila nasceu aleijado e devido à sua maneira invulgar de caminhar foi-lhe atribuído o ridículo apelido de El Pipila (o peru) . Proveniente de raízes humildes, El Pipila se tornou um campeão de Guanajuato e do México. El Pipila é recordado com muito carinho pela cidade, que durante tantos anos atormentou o pobre aleijado. El Pipila nasceu em 1783 e o seu nome de nascimento é Juan Amaro.

A estátua de El Pipila sobre Guanajuato

A estátua de El Pipila sobre Guanajuato

Durante o seu nascimento existiram grandes complicações, que o levaram a desenvolver incapacidades físicas e de aprendizagem. Mais tarde, enquanto trabalhava nas minas de prata foi-lhe atribuído o apelido de El Pipila, devido à sua forma estranha de caminhar, que se assemelhava à do peru. Às vezes na história, as pessoas mais vulgares possuem momentos onde se tornam verdadeiros heróis e lendas, tal como El Pipila.

O Que Fez El Pupila?

O momento de El Pipila se realizou durante as fases iniciais do movimento da independência. Os Espanhóis temeram as tensões na região de Guanajuato e se barricaram no edifício mais fortificado da cidade, o “Alhóndiga de Granaditas”. O “Alhóndiga de Granaditas” foi construído como o armazém de cereais da cidade, mas as paredes de pedra sólidas e pontos de vantagem propícios para os arqueiros afastarem os atacantes, fizeram dele um ponto de defesa importante.

O plano dos Espanhóis era manter a posição até que os reforços chegassem para apaziguar os cidadãos desordeiros. Este procedimento parecia viável, antes das ações corajosas do El Pipila. Não temendo pela sua segurança, El Pipila amarrou uma grande pedra às suas costas, pegou num balde de alcatrão, agarrou numa tocha flamejante e correu até ao único ponto fraco da estrutura, a porta de madeira.

El Pipila Guanajuato

Uma pintura das ações corajosas de El Pipila

Na sua corrida até à porta, a pedra nas suas costas protegeu-o das flechas dos defensores Espanhóis. Quando chegou à porta, ele cobriu-a de alcatrão e incendiou-o com a sua tocha. O fogo enfraqueceu a porta sólida de madeira e o fumo limitou a visão dos arqueiros, permitindo a outros que se apressassem até à porta. Os desordeiros arrombaram a porta e irromperam pelo “Alhóndiga de Granaditas”.

Alhondiga Ganaditas Guanajuato

O “Alhóndiga de Granaditas” em Guanajuato

Os cidadãos agitados mataram toda guarnição de tropas Espanholas assim como os refugiados e saquearam os tesouros que tinham sido recolhidos pelos Espanhóis. Esta primeira vitória inspirou as massas e aumentou significativamente o movimento da independência Mexicana. A história de El Pipila se espalhou como um fogo incontrolável e encorajou a revolta pelos camponeses. Se um humilde mineiro aleijado se conseguia erguer, então toda a nação conseguia. Anos depois os Espanhóis foram escorraçados do México, mas isto permitiu que Barões da Prata ainda mais duros preenchessem o vazio.

A estátua dedicada a El Pipila ergue-se sobre Guanajuato carregando no alto a sua tocha. Na grande base da estátua encontra-se a inscrição “ainda existem outras “alhóndigas” para queimar”. A área que rodeia a estátua é popular entre os jovens casais Mexicanos que visitam e se comportam como recém-apaixonados, uma vez que a área fica distante de olhares predatórios e fofoqueiros de vizinhos e das suas grandes famílias.

pt - uk es it de fr

GuanajuatoMexicoCity.com

Booking.com Guanajuato El Pipila